O Departamento de Vigilância Sanitária (Devisa) da FENASPS veio a público, nessa terça-feira, 17 de março, para manifestar repúdio à atitude do diretor-presidente substituto da Anvisa, Antônio Barra Torres. Ao lado do presidente da República, Jair Bolsonaro, Torres se colocou de forma irresponsável e não condizente com o papel que deve desempenhar a frente do órgão máximo de Vigilância Sanitária do país. Bolsonaro e Torres foram cumprimentar os participantes do ato favorável ao Governo, realizado no último domingo (15), em Brasília.

1

Diretor-presidente da Anvisa (em destaque) ao lado de Bolsonaro em manifestação pró-governo (imagem: reprodução do Facebook)

A atitude descumpriu todas as normas de segurança estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde (OMS), pelo Ministério da Saúde e demais instituições de saúde, tanto nacionais quanto internacionais. Em oposição aos principais líderes mundiais, o governo brasileiro despreza a gravidade da pandemia instaurada pela disseminação do Covid-19.

Barra, na condição de diretor-presidente da Anvisa, deveria ser exemplo de conduta em casos dessa natureza. Como médico, demonstrou total descaso até mesmo pela instituição que, em conjunto, com o Sistema Único de Saúde (SUS), zela e trabalha para assegurar a saúde da população brasileira.

Veja aqui a nota na íntegra

Com informações da Fenasps

Comments fornecido por CComment