O Dia da Consciência Negra marca a luta da negritude brasileira por reconhecimento de direitos e da sua identidade. A data ecoa as contradições sociais, políticas e culturais que fundaram a nação brasileira, por meio da violência e da exploração, e que ainda persistem em nossa sociedade.
 
É preciso recordar os direitos conquistados pelas insurreições negras ao longo da história e reforçar a luta dos movimentos sociais antirracistas em suas mais diversas expressões e reivindicações na atualidade.
 
O jovem negro ainda é a principal vítima de assassinatos no Brasil. As mulheres negras são a parcela da população mais explorada. No entanto, são muitas as vozes que se levantam para dar um basta ao preconceito e a violência racial
 
Vidas negras importam! Não ao genocídio negro e ao preconceito racial!
 
Núcleo de Gênero e Raça do Sindprevs/SC
Diretoria Executiva Colegiada do Sindprevs/SC

Comments fornecido por CComment