A Procuradoria do INSS apresentou à Justiça os cálculos dos valores do PCCS dos servidores. Assim que recebeu os números da Procuradoria, o juiz abriu um prazo de 45 dias para que o perito judicial dê vistas ao processo. A Assessoria Jurídica do Sindprevs/SC não conseguiu ter acesso aos cálculos realizados pelo INSS.

A direção do Sindicato tentou, sem sucesso, uma audiência com o Procurador Chefe da Procuradoria Geral da União, Marcelo da Silva Freitas. Nessa reunião o Sindprevs/SC questionaria a forma de cálculo, a correção do valor devido e critérios de inclusão dos servidores.

Somente após o prazo de vistas do perito judicial, a Assessoria Jurídica do Sindprevs/SC poderá analisar os cálculos apresentados pela Procuradoria do INSS e definir as próximas medidas a serem tomadas.

Fonte: Sindprevs/SC