Pin It

 

Foi revogado na segunda-feira o efeito suspensivo da reintegração de posse da Ocupação Mulheres Mirabal. Isso significa mais um massacre anunciado no centro de Porto Alegre. Há pouco mais de um mês estávamos em risco iminente de reintegração de posse e nosso recurso havia sido acatado, e agora surpreendentemente voltam atrás na sua decisão. O que mudou? Mudou que nós mulheres quando nos organizamos para por fim à violência e aos sistema que nos oprime e nos explora nos tornamos uma ameça.

 

A Casa que hoje acolhe dezenas de mulheres vítimas de violência e seus filhos está em riso. Uma casa que acolhe mulheres que o Estado não acolhe e ainda nos encaminha. Esse Estado será responsável não só pela violência do despejo, mas também por devolver essas mulheres aos seus agressores.

 

Não podemos permitir que mais essa violência aconteça. Cadê o Estado para garantir política públicas para a população e a integridade física e moral dos seus cidadãos? Cadê o Estado no combate à violência à mulher? Cadê a justiça? Estão assinando mandados de reintegração de posse, colocando seu braço armado para executar os despejos e usar toda sua truculência contra o povo, contra as mulheres, contra as crianças e os jovens.

 

Precisamos do apoio de todas e todos para resistir a essa violência anunciada, seguir na luta pela vida das mulheres e manter em funcionamento a casa. Resistiremos pela vida das mulheres e de nossas crianças. Existimos porque Resistimos. Nenhuma a Menos!

 

#ResisteMirabal

 

 

Fonte: Ocupação Mulheres Mirabal.