0
0
0
s2smodern

 

5º Seminário de Gênero e Raça do Sindprevs/SC debate “reformas à força e o impacto entre mulheres, população negra e LGBT”

O evento acontece de 17 a 19 de outubro, em São José. Inscrições começam hoje (17) e seguem até o dia 04 de outubro. 

A reforma trabalhista, fruto do período Temer (PMDB), e a reforma da previdência, proposta por Jair Bolsonaro (PSL), refletem uma política de recrudescimento contra a população trabalhadora, retirando direitos e garantindo os lucros para os grandes empresários.  

As mulheres e a população negra são as mais prejudicadas. A diferença salarial entre homens e mulheres ainda é uma realidade e, essa situação se amplia entre as mulheres negras. De acordo com o Dieese, com a reforma trabalhista, a informalidade e a terceirização aumentaram, com reflexo direto na vida das mulheres. 47% delas não trabalham com carteira assinada e 35,5% não são contribuintes da previdência. O percentual aumenta entre aquelas que ganham até um salário mínimo, em sua maioria, mulheres negras. 

Soma-se a isso a violência contra a negritude e a comunidade LGBT. Conforme estudo, de 2019, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA) e o Fórum Brasileiro de Segurança pública, 75,5% dos homicídios vitimam pessoas negras. A população LGBT também não está segura no Brasil: dados da organização não governamental austríaca Transgender Europe, apresentam o Brasil como o país que mais mata pessoas trans no mundo. Neste ano, segundo relatório do Grupo Gay da Bahia (GGB), foram registrados, até o mês de maio, 141 mortes, entre homicídios e suicídios, causados por LGBTfobia. 

Um espaço para discutir direitos e pensar estratégias de resistência 

O 5º Seminário de Gênero e Raça do Sindprevs/SC terá como tema o impacto das reformas trabalhista e previdenciária na vida das mulheres, da população negra e LGBT. A ideia é reunir trabalhadores e trabalhadoras da base do Sindprevs/SC e ativistas dos movimentos sociais para trocar experiências e pensar estratégias de resistência conjuntas, diante do cenário de intolerância e redução de direitos sociais. 

O evento será realizado no Hotel Golden (R. São Benedito, 50 - Serraria, São José/SC), entre os dias 17 e 19 de outubro. O seminário tem vagas limitadas e será aberto também a ativistas do movimento social. Para se inscrever basta acessar o link abaixo, preencher o formulário e enviá-lo. Sobre caravanas, informe-se com o diretor de base do seu local de trabalho ou entre em contato pelo fone (48) 3224.7899. 

Inscrições, clique aqui  https://forms.gle/rsWUWV9StzzyhGTQ6

Confira a programação

DIA 17 - QUINTA-FEIRA
14h - Hospedagem

16h - Credenciamento

         Café de boas-vindas

19h - Abertura

19h40 - Apresentação cultural

20h - Painel 1: Sindicalismo e as ações de políticas públicas via movimentos sociais

21h - Jantar

 

DIA 18 - SEXTA-FEIRA

9h - Apresentação cultural

9h30 - Painel 2: Análise de conjuntura  e o impactos sociais sobre as desigualdades de gênero e raça

12h - Almoço

14h - Apresentação cultural

14h30 - Painel 3: O que a reforma trabalhista e previdenciária têm a ver com transexualidade, identidade de gênero, orientação sexual e raça?

17h30 - Apresentação cultural

18h30 - Painel 4: O trabalho informal e os aspetos sociais, políticos e econômicos com foco em genero e raça.

21h - Jantar e confraternização

 

DIA 19 - SÁBADO
10h - Roda de conversas: avaliação do seminário e estratégias de resistência

12h - Almoço e retorno das caravanas

 

Comments fornecido por CComment