1

Gráfico, que usa dados das secretarias estaduais de saúde, mostra que contágio da Covid-19 ainda não demonstra sinais de diminuição (fonte: Estadão)

Na última reunião realizada com o presidente do INSS, ficou definido que deverá ser realizada nova reunião para avaliar a evolução da pandemia no Brasil, para então haver definição sobre a retomada dos serviços com atendimento presencial. Considerando que a Diretoria de Atendimento (DIRAT) do INSS, rompendo este acordo, publicou um manual plagiado que os militares do governo fizeram, tentando enganar os(as) servidores(as) de que existe segurança para o retorno ao trabalho, a Fenasps protocolou ofícios diante do presidente do INSS e do Secretário de Especial de Previdência do Ministério da Economia reafirmando a exposição de motivos para a não reabertura das APS em 13 de julho (confira íntegra no final da matéria).

Tal reivindicação se justifica pois, enquanto última reunião na Presidência era realizada, em 18 de junho, o país registrara 983.359 casos de Covid e 47 mil vítimas fatais. Apenas uma semana depois, em 25 de junho, o Brasil já possui 1.192.000 contaminados e mais de 54 mil vitimas, ou seja mais de 7 mil pessoas mortas pela pandemia, uma assustadora média de mil por dia. A Covid-19, que contaminou inclusive servidores(as) na Direção Central do INSS, pode provocar uma tragédia em larga escala nas APS, cuja circulação de pessoas é bem maior. Nos perguntamos: o que falta para os dirigentes do INSS acordarem? Alguns serem infectados pelo vírus e disputarem vagas inexistentes nas UTIs?

Não é possivel que os dirigentes do INSS que publicam estas orientações estapafúrdias sejam tão míopes ou cínicos a ponto de não enxergarem a realidade, ao tentar expor milhares de servidores(as) a esta pandemia a partir de julho. Não podemos acreditar que incorporaram o espírito genocida do fascista presidente da República,  que trama exterminar grande parte das pessoas idosas e os pobres deste país. ORIENTAMOS MANTER O ISOLAMENTO SOCIAL! NINGUÉM DEVE RETORNAR SEM GARANTIA DE QUE SUA VIDA NÃO ESTEJA EM RISCO.

Confira abaixo a íntegra dos ofícios:

  • Ofício FENASPS n° 101/2020, ao presidente do INSS - CLIQUE AQUI
  • Ofício FENASPS n° 102/2020, ao secretário especial de Previdência e Trabalho do Ministério da Economia - CLIQUE AQUI

TODAS AS VIDAS IMPORTAM!

ESTA LUTA VALE A SUA VIDA!

Imagem principal: Extra

Fonte: Fenasps

Comments fornecido por CComment