Na mesma linha do documento remetido ao presidente da Câmara, com exposição de motivos pelos quais as Agências da Previdência Social (APS) não podem reabrir em 13 de julho, a Fenasps protocolou denúncias, junto ao Ministério Público Federal (MPF) e ao Ministério Público do Trabalho (MPT), no intuito de preservar a saúde e vida de milhares de trabalhadores(as) da autarquia e de milhões de segurados(as) que buscam os serviços das Agências da Previdência Social (APS).

As denúncias se apoiam em uma série de razões, elencadas nos ofícios, ressaltando que a reabertura das APS em meio ao aumento dos casos de Covid-19 é um grande risco à saúde de todos.

Confira abaixo a íntegra dos ofícios:

  • Ofício FENASPS n° 105/2020, ao Ministério Público Federal – CLIQUE AQUI
  • Ofício FENASPS n° 106/2020, ao Ministério Público do Trabalho – CLIQUE AQUI

TODAS AS VIDAS IMPORTAM!

A VIDA ACIMA DOS LUCROS!

Fotos: Sérgio Lima/Poder 360 e reprodução da internet

Fonte: Fenasps

Comments fornecido por CComment