Nesta semana, a Direção da GEAP tem divulgado via carta e e-mail (veja abaixo) aos associados(as) afirmando que, por decisão da direção interventora da Fundação, foi suspenso o acordo administrativo-judicial celebrado entre a GEAP e as entidades sindicais, dentre elas a Fenasps seus sindicatos filiados, em 2019.

À época, o acordo foi firmado com suspensão da ação que tramita no Superior Tribunal de Justiça (STJ), que por sua vez anulava reajustes abusivos nos planos da GEAP. Somente no ano de 2016, a alíquota de reajuste chegou próximo dos 40% sobre os valores das mensalidades pagas pelos associados(as)!

A Assessoria Jurídica Nacional (AJN) da Fenasps está analisando esta decisão da direção interventora na GEAP, que foi tomada posteriormente, após o acordo feito com a direção da GEAP da época. Confira aqui a íntegra do acordo.

A Federação considera que esta medida tomada por estes burocratas interventores, além cruel contra os participantes do plano, é ilegal e imoral. A Fenasps e seus sindicatos filiados tomarão medidas para que paguem por seus atos atentatórios contra a saúde dos integrantes do plano, trabalhadores e trabalhadoras que durante 30, 40, 50 anos contribuíram para que a GEAP se transformasse numa das maiores entidades de autogestão do país, sendo a maior empresa de saúde do Serviço Público Federal.

Na medida que for publicada análise da Assessoria Jurídica, será divulgada por e-mail, no site e redes sociais, para orientar todos os associados(as) do plano de GEAP Saúde.

Desde já, entretanto, convocamos todos e todas a lutarem por seus direitos! Não vamos permitir que estes interventores continuem atacando os(as) participantes do plano, excluindo pessoas por causa dos reajustes abusivos!

A GEAP, um patrimônio dos trabalhadores(as), se tornou um cabide de emprego para pessoas cruéis e sem escrúpulos e responsabilidade com a saúde dos associados(as)!

Diretoria Colegiada da Fenasps

Fonte: Fenasps

 

Comments fornecido por CComment